sábado, 27 de julho de 2013

Da ilusão à realidade: Por que deixei de ser um comunista imbecil

Como deixei de ser um moleque esquerdista que escrevia vigarices intelectuais e passei a entender melhor o mundo, como todo comunista deveria fazer. Afinal, a verdade tarda mas não falha: existem lotes e lotes de ex-esquerdistas, mas não conheço nenhum ex-direitista. Por que será né?

Na minha juventude, por entre os livros do Marx e as camisetas do Che Guevara, reinavam os mais excêntricos sentimentos revolucionários. Eu vivia  uma espécie de puberdade intelectual, em que os hormônios acalorados pelo furor anti-capitalista silenciavam a verdade que relutava em aparecer no meu cérebro em formação. Sim, eu era um esquerdista. E sim, daqueles bem inconvenientes.

Ingênuo como qualquer esquerdista típico, barbado e de camisa xadrez, acreditava que a sociedade era dividida entre opressores e oprimidos, burgueses e proletários. Ou melhor, entre o inescrupuloso lobo mau cheio de dentes, e a indefesa chapeuzinho vermelho. Por entre os meus óculos velhos de um esquerdista universitário, só conseguia enxergar mundos simplórios como contos de fadas, expresso pela bipolaridade tosca entre bem e mau. Qual é a vilão? Ora, o capitalismo! Este capitalismo bobo cara de mamão! É tudo culpa dele mamãe! E qual a solução? Revolución, pero sin perder la ternura jamás! Simples!

E aí Fidel? Tá curtindo a Coca Cola?

Sim, eu confesso: ser esquerdista era muito bom. Era realmente muito confortante viver na mentira, embebido por ilusões acadêmicas que não levavam a nada. Achava muito chique, assim, fazia bem pro ego, soltar em alto e bom tom numa mesa de jantar, que a culpa é do FMI e do imperialismo yankee. Uau! Que inteligência! Aquele rapaz não é manipulado pela Veja e pela Globo! Ele tem opiniões próprias! Vejam só!

Só que, exceto para políticos, professores universitários e blogueiros sustentados pelo governo, a cortina nefasta da esquerda uma hora cede, e podemos ver a realidade como ela é. Felizmente, quase que por uma graça divina, as leituras que fiz e as situações que vivenciei me mostraram a realidade. Me mostraram como eu estava sendo imbecil acreditando naquelas idéias arcaicas, que foram responsáveis pela morte de mais de 100 milhões de pessoas inocentes, causando fome, massacres e restrições ao longo do mundo. Sim, eu estava defendendo tudo isso! Estava defendendo a cultura da morte.

Mulheres aprisionadas em campos de trabalho escravo (Gulags) na União Soviética*
E aí cara!? Vai culpar o capitalismo por isso?

Hoje me arrependo amargamente deste meu passado esquerdista. E assim, tenho uma dívida histórica. Prometi a mim mesmo tentar recuperar o tempo perdido e amenizar todo o tipo de baboseira esquerdista que escrevi e publiquei na universidade - e que, pasmem (!) fui muito bem elogiado. Afinal, nunca é tarde para mudar.

E é por isso que o Diário de um ex Comunista vem à tona, trazendo reflexões que me fizeram abandonar este palco de ilusões. Minha missão aqui é desmascarar o comunismo - e todo tipo de esquerdismo ingênuo/vigarista, a fim de que pessoas não cometam o grave erro que cometi, que foi acreditar na bondade e na boa vontade do ser humano.

Enfim, espero que este blog sirva para desintoxicar esquerdistas imbecis... como eu.
Boa leitura!!

OBS: Esta postagem também ficará disponível na guia superior do blog.

 http://gulaghistory.org/ 
Comentários
92 Comentários

92 comentários :

  1. Legal! me identifiquei com o post. Eu também abri meus olhos a pouco tempo. O mais foda de ser um jovem esquerdista é que você até desconfia que algo está errado mas não consegue saber onde. Parabéns pelo blog e pela iniciativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pela mudança! E obrigado por ter gostado.

      O mais aterrorizante é descobrir que 75% do que você aprendeu estava errado. Dá uma sensação de agonia enorme. Mas aos poucos vamos reaprendendo a verdade.

      Excluir
    2. Ridiculo...imbecil eh quem confunde esquerdismo com comunismo......defender esquerda não quer dizer q defende comunismo...esse pensamento ultrapassado foi utilizado quando Lula assumiu a presidência pela primeira vez....simpatizar com distribuição de renda....apoiar as classes carentes....eh bem diferente do comunismo q aprisiona as pessoas e inibe as manifestações.... imbecil eh quem não enxerga isso....

      Excluir
    3. Marcelo, leu na Carta Capital, seu animal?

      Excluir
    4. Marcelo,

      A diferença entre comunismo e socialismo "democrático" é só o grau de severidade. Enquanto o comunismo ortodoxo prega a economia planificada e a luta armada, o socialismo contemporâneo tenta tomar as rédeas do poder através do marxismo cultural e do controle dos meios de comunicação.

      Contudo, a essência é a mesma. O espírito revolucionário, idealista e irreal é o mesmo. O distanciamento da realidade e a estupidez inerente à este discurso é a mesma.

      Já que você citou Lula, veja o que este ser e a Dilma estão fazendo com o nosso país. Intervencionismo excessivo da economia, censura à imprensa, aparelhamento estatal, propaganda forte, culto à personalidade, e controle da vida dos cidadãos. Se isso não é comunismo, é o que? Laissez-faire?

      Pontuando, EU TAMBÉM ACHO QUE AS CLASSES CARENTES DEVAM TER MELHORIA EM SEU PADRÃO DE VIDA. E é por isso que defendo o capitalismo! Sim! É o capitalismo, e NÃO o socialismo, que traz as melhorias para os pobres. Socialismo e comunismo só trouxeram fome e miséria para o mundo.

      Imbecil é quem não enxerga isso.

      Excluir
    5. Peço desculpa, mas não posso concordar muito com isso. E basta fazer a comparação entre os EUA e as sociais-democracias do norte da Europa, por exemplo, para perceber isso. Quem é que vive melhor, no global da população? O Richard Wilkison, por exemplo, apresenta dados de quanto perniciosa é para a sociedade a desigualdade? E como é mentira que a desigualdade, por exemplo, fomenta a inovação. (https://www.youtube.com/watch?v=cZ7LzE3u7Bw). A história da propaganda forte, do culto da personalidade e do controle da vida dos cidadãos não existir no capitalismo é mentira - o que são, por exemplo, os milhões que farmacêuticas, por exemplo, gastam (algumas numa percentagem acima dos 50% dos seus lucros) em publicidade? O que foi a campanha da Nestle a favor do leite de substituição em detrimento do leite materno que provocou tantos problemas? Viu-se o que é que a "mão invisível" e a desregulação do mercado deu - a crise actual! Se podem dizer todos contentes que no capitalismo não há nada disso então eu também posso afirmar que no comunismo não há - até porque no comunismo não haveria estado!

      Excluir
    6. Taqueospareo... lá vem essa falácia de "sociais-democracias"... pesquisa um pouco mais e verifique que essas tais "sociais-democracias" estão gastando a riqueza que foi construída com a livre iniciativa e o liberalismo. A piora dos EUA só vem se dando, justamente pela guinada à esquerda dos democratas que passaram pela presidência, culminando o Barack "blindado por roliúdi e imprensa" Obama. Quanto à propaganda, o sujeito faça propaganda do que bem entender (sem ofender a Lei), desde que seja COM O PRÓPRIO DINHEIRO! E quanto ao teu comunismo utópico, se vc quiser uma passagem para um lugar que está, digamos assim, a meio caminho dos seus sonhos marxistas, te mando um bilhete só de ida para a Coreia do Norte.

      Excluir
    7. Comunismo não tem nada com esquerda? PQP que burro, vergonha alheia desse cara. O comunismo é a extrema esquerda e o socialismo é o caminho a ser trilhado para se chegar ao comunismo. O pior não é ser um idiota útil o pior é o Efeito Dunning-Kruger é o fenômeno pelo qual indivíduos que possuem pouco conhecimento sobre um assunto acreditam saber mais que outros mais bem preparados, fazendo com que tomem decisões erradas e cheguem a resultados indevidos, porém esta própria incompetência os restringe da habilidade de reconhecer os próprios erros.

      Excluir
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    9. Eu não disse que o comunismo era bom. Apenas disse que a perfeição do capitalismo que estava toda explanada num comentário acima é tão utópica quanto a do comunismo. A mão invisível do mercado não existe! Quanto à propaganda, referi-me a ela mais uma vez como resposta ao comentário em que dizia "propaganda forte, culto à personalidade, e controle da vida dos cidadãos." A publicidade das empresas é propaganda forte e até culto à personalidade...Quanto ao controle da vida dos cidadão, está claro que as empresas capitalistas o fazem.
      Quanto aos EUA, posso estar muito enganado, mas o Clinto deixou um superavit, enquanto que o Bush deixou um défice...e está-me cá a parecer que o Bush seria mais à direita e que o Clinton era um democrata... hummmm...
      Quanto a isso de as sociais-democracias estarem a gastar o dinheiro todo e tal também não me parece ser bem verdade...basta ver que vários países da Europa, nomeadamente do norte da Europa, têm superavits e não défices.

      Isto tudo para dizer que, para um blog cujo principal mote é lamentar as anteriores crenças na esquerda do autor, a sujeição completa ao capitalismo livre parece-me ser tão pueril quanto a sujeição completa ao comunismo... A mão invisível não existe, o mercado necessita de ser regulado (como a crise demonstra) e a treta de que o meio onde se nasce não interessa e que é tudo apenas fruto do trabalho é tão mentira (pelo menos para uma maioria) como a URSS ser o paraíso na terra.

      Excluir
    10. Para além disso o capitalismo é, por si, destrutivo, visto que o livre mercado e tal não entra em conta com o futuro - as pessoas futuras não têm capacidade de influenciar o mercado, por isso por que razão este as tomaria em conta? O custo benefício de muitas coisas não se reflecte no momento, mas só daí a muitos anos...como pode o capitalismo entrar com isto em conta se não existir um regulador?

      Excluir
    11. Rapper, o Steverson e o Anônimo já adiantaram um pouco do que eu vou te responder, mas vamos lá.

      Sei que você não está defendendo o comunismo e nem a Coréia do Norte, mas também NÃO estou alegando uma falsa perfeição no livre mercado.O capitalismo é feito por seres humanos livres e imperfeitos, operando de forma descentralizada. E evidentemente, seres humanos erram! Bancarrotas são inevitáveis, fazer o que? É ruim? Claro que sim! Mas é muito, mas muito, mas muito melhor do que qualquer forma de socialismo ou comunismo. Basta fazer uma correlação simples entre qualidade de vida e liberdade econômica para compreender que quanto mais livre for o mercado, melhor as pessoas vivem. Escrevi sobre isso aqui:

      http://diariodeumexcomunista.blogspot.com.br/2014/01/os-numeros-afirmam-liberdade-traz.html

      Também argumentei sobre a ineficiência do governo.

      Aqui: http://diariodeumexcomunista.blogspot.com.br/2013/08/por-que-o-estado-e-corrupto.html

      e aqui: http://diariodeumexcomunista.blogspot.com.br/2013/10/diferencas-entre-empresas-publicas-e.html

      Qualquer tentativa de regular a economia só prejudica a população. Entretanto, o estado não deve ser totalmente ausente, deve "fazer o papel de árbitro", como diria Friedman. O estado deve garantir a ordem e ditar as regras do jogo econômico.

      Quanto à perfeição? Não é aqui na Terra que vai existir!

      Excluir
    12. Esqueci de responder suas perguntas! Mas vamos lá:

      Pergunta 1: Para além disso o capitalismo é, por si, destrutivo, visto que o livre mercado e tal não entra em conta com o futuro - as pessoas futuras não têm capacidade de influenciar o mercado, por isso por que razão este as tomaria em conta?

      Resposta: As leis do mercado não são aplicadas no "amanhã", mas sim no "hoje", em pessoas que consomem e produzem na atualidade. É normal as pessoas associarem estado à longevidade e estabilidade, enquanto empresas privadas são imediatistas e irresponsáveis. No entanto, o que ocorre no mundo real é exatamente ao contrário: empresas públicas estão interessadas somente no mandato do atual governante, que é de quatro anos, e contam com verba estatal à vontade. Já as empresas privadas querem ter lucro para sempre, e para isso devem sempre apresentar competitividade.

      O que faz o capitalismo girar é a busca por vantagens. Enquanto empresas querem SEMPRE ter lucro, consumidores querem SEMPRE ter produtos bons e baratos. Com cada um cuidando de si, a engrenagem fica azeitada para sempre.

      Pergunta 2: O custo benefício de muitas coisas não se reflecte no momento, mas só daí a muitos anos...como pode o capitalismo entrar com isto em conta se não existir um regulador?

      Resposta 2: Isso ocorre com os alimentos transgênicos, com os remédios e com os computadores. São itens caros justamente porque demandaram uma quantidade enorme de pesquisa prévia. Empresas PRIVADAS - e não o governo, visando o lucro, pensaram em formas de suprir as necessidades da população, mesmo que isso demorasse um tempo para se concretizar. A cura da AIDS, por exemplo, está sendo pesquisada há décadas.

      O regulador deve existir sim! Como respondi acima, o estado não deve ser omisso. Apoio totalmente iniciativas que visem o planejamento público, como planos diretores e conselhos gestores, desde que isso não atrapalhe a liberdade individual.

      Bom, acho que respondi!

      Excluir
  2. Vocês se apercebem disso agora? Existe um ditado de 30 ANOS ATRÁS que já dizia: "Se você tem menos de 30 anos, e não é comunista, não tem coração; se você tem mais de 30 anos, e ainda é comunista, então é burro!"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é que existem seres que mesmo depois dos 30 "são burros". Mesmo com a verdade batendo na cara deles, continuam sendo comunistas. Essa raça está presente em todas as universidades do país

      Excluir
    2. Acho que não é burrice não é falta de caráter.

      Excluir
    3. Olavo de Carvalho fala que só existem dois tipos de comunistas: o vigarista intelectual (que sabe que o comunismo é um lixo mas tem interesses políticos), e o ingênuo (que acredita que o mundo poderia ser um mar de rosas perfeito)

      Excluir
    4. kkk citou Olavo de Carvalho, perdeu toda a credibilidade meu amigo. Para de escrever baboseiras na internet e vá ler mais!

      Excluir
    5. Nossa, falou o respeitadíssimo "Anônimo"!

      Vai lá mostrar os peitinhos na rua, vai!

      Excluir
  3. Me desculpe, mas acho que você não sabe a diferença entre radicalismo e sectarismo. Você foi totalmente sectário nos seus tempos de esquerdista, por isso tomou na cara de decepção. Não precisa ser muito inteligente pra saber que não vai haver nenhuma revolução da classe trabalhadora, mas os ideais esquerdistas atuais são completamente diferente disso que você critica aqui. Falo de uma esquerda que luta pela diminuição das desigualdades sociais e não de uma esquerda viajada que foi essa que você apoiava há alguns anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que é justamente a esquerda que luta pela diminuição das desigualdades sociais? Quem disse isso?

      Foi o capitalismo que permitiu que 99% da população tivesse acesso à roupas e calorias. Graças à "direita" hoje qualquer um tem uma TV e um fusquinha em casa. Nos países socialistas, até papel higiênico falta...Na verdade a história prova que governos esquerdistas e intervencionistas só provocaram crises econômicas e miséria à população.

      A diferença entre esquerda pragmática e esquerda "viajada" é que alguns "viajam" pouco, como um rasante, e outros "viajam" muito, até demais...

      Excluir
    2. Esquerda de mensaleiros, pasadeneiros, mais médico com dinheiro para Cuba e será que não vao voltar para o PT.
      Esquerda bilivariana; em Cuba a família de Fidel e amigos são ricos e o povo pobre. Isso é esquerda?

      Excluir
    3. Sim! Se você analisar os governos de esquerda, vai ver que existiam duas classes: o governo rico e a população pobre. A desigualdade de PODER e DINHEIRO entre estas duas "castas" sociais era IMENSA.

      Isso é TÍPICO da esquerda. Fidel e Che com rolex na mão, tomando coca cola e fuzilando crianças famintas no paredão. É a esquerda caviar!

      Excluir
    4. Tenho muita pena dos que continuam COMUNISTAS.
      Um dia reconhecerão os seus erros.

      Excluir
    5. E quando a gente reconhece os erros, é a mesma sensação quando descobrimos que Papai Noel não existe!

      Excluir
    6. Filipi Gonçalves,eu tambem acreditava nesse pensamento que deve-se haver igualdade social,mas onde existe igualdade social no mundo ?fui petista roxo quando o PT tnha ou dizia ter uma varinha magicai,mas quando chegaram ao poder perderam a tal varinha daí acordei do pesadelo.

      Excluir
    7. O que falta no ser humano e um sentimento que esta cada vez mais raro de ser ver pra se combinar com esse regime '' generisidade'' acho que marx não escreveu isso no seu livro o capital para que pudesse entrar na trilha do socialismo e chegasse no comunismo e isso nunca vamos ver no ser humano toda hora generisidade por isso vai ficar so na teoria esse sistema que so no cabresto funciona e nao naturalmente pela falta de generosidade em nos humanos espero que reflitam !!!!!!!

      Excluir
  4. Beleza!

    Só não concordo com uma parte do seu texto, e nisso falo, também, como um ex-comunista: não se arrependa do seu passado esquerdista. Sim, porque se hoje podemos criticar e falar da grande porcaria que é o esquerdismo, muito se deve, inclusive, a um bom conhecimento de causa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por esse lado é verdade!

      Se até o Olavo de Carvalho e o Reinaldo Azevedo eram esquerdistas...

      Excluir
    2. É mesmo. Precisamos de pessoas que conhecem a coisa por dentro.

      Mas, por outro lado, não concordo com a frase "Se você tem menos de 30 anos, e não é comunista, não tem coração; se você tem mais de 30 anos, e ainda é comunista, então é burro!". Desde os 16 ou 17 anos, quando não tinha ideia do que era, já sentia repulsa a tudo que cheirasse a comunismo. Era uma repulsa que vinha do coração, eu sentia que havia algo ali que me fazia trair a mim mesma. Até hoje isso me afasta de certas leituras e conteúdos que gostaria de ler e conhecer, mas não aguento o mentirismo, a manipulação.

      Obrigada pelas informações.
      Celia

      Excluir
    3. Legal que você já pensava assim quando adolescente!

      Infelizmente a maioria dos alunos são doutrinados por professores marxistas. Poucos fogem à regra.

      Abraço

      Excluir
    4. Bom, meus professores não eram doutrinadores, mas havia os cokegas com suas ligações externas.

      Só que, como eu disse, nunca li o manifesto comunista! Tenho alguns livros de Lenin e de outros autores aqui que tentei ler mas meu impulso é sair correndo...Olavo de Carvalho está sempre repetido: "Conheça seu inimigo." e o máximo que faço é ler as críticas aos textos originais.

      Deixei algumas perguntas para vc no "pergunte ao Diário".

      Abraços,
      Celia

      Excluir
    5. Além de ler o Manifesto Comunista, tive várias aulas sobre ele na faculdade. Na época li algumas outras coisas do Marx, como Salário Preço e Lucro e o Capital.

      Mas para ter contato com a "leitura esquerdista" você não precisa necessariamente ler Lênin ou Marx. Na faculdade li pilhas e pilhas de textos de autores que aparentemente eram neutros, mas estavam totalmente embebidos em influências esquerdistas. Você se contamina sem saber!

      Abraço

      Excluir
    6. Pois é, meu irmão está sempre me empurrando textos assim, que não dá para engolir.

      Mas eu tenho uma dúvida insistente, e não sei se vc pode dar uma dica: qual a diferença fundamental entre os erros do capitalismo e os do comunismo? Seria a intenção? Os crimes da esquerda são premeditados?

      Até agora só achei uma única pessoa que falou um pouco disto, foi o Reinaldo Azevedo.
      http://conspiratio3.blogspot.com.br/2013/12/a-esquerda-e-o-crime-justificado.html
      :
      O QUE É UM CONSERVADOR? - OLAVO DE CARVALHO - REINALDO AZEVEDO
      http://youtu.be/ikRrEJ85bXA

      Abraço,
      Celia

      Excluir
    7. Oi Célia! Tudo bem? Obrigado novamente por participar do blog e desculpa a demora em responder, estava ausente! À propósito, linkei o Conspiratio 3 na seção "recomendados" do blog, tem muito material interessante por lá!

      Mas vamos lá....

      Primeiramente, os “crimes do comunismo” têm justificativa moral. Trotsky dizia que ser “moralista” era lutar contra o capitalismo, INDEPENDEMENTE dos meios necessários, admitindo inclusive, assassinatos, mentiras e traições. Ou seja, um militante de esquerda NÃO SE IMPORTARIA em cometer crimes se isso ajudasse à revolução. O link do Reinaldo Azevedo não abriu, mas acredito que ele tenha falado algo parecido com isso. Para eles é apenas mais um meio. É algo meio maquiavélico.

      Entretanto, acho complicado falar em “erros do capitalismo”. Quem comanda o capitalismo? São as empresas? Os indivíduos? O governo? Os consumidores? O mercado? Quem está sujeito ao erro? O que quero dizer é o seguinte, enquanto os erros da esquerda são CENTRALIZADOS, os erros do capitalismo são DESCENTRALIZADOS, pois não existe um poder central ditando os rumos da economia. Os liberais concordam que no capitalismo os indivíduos são responsáveis por si mesmos e livres para errar e acertar.

      Partindo dessa lógica, os erros da esquerda ou são premeditados ou são frutos da ingenuidade utópica...

      Abraço!

      Excluir
    8. Obrigada pela dica e pelo link! Os erros do capitalismo são os erros da liberdade e se pode lidar com eles de outro jeito que não seja amarrando ou eliminando todo mundo... Acho que é mais ou menos isso.
      Estranho o link não abrir. Aqui tem outros:

      https://www.youtube.com/watch?v=ikRrEJ85bXA&feature=youtu.be

      http://conspiratio3.blogspot.com.br/2013/12/a-esquerda-e-o-crime-justificado.html

      http://conspiratio3.blogspot.com.br/2013/10/direita-e-esquerda-olavo-dr-carvalho.html

      Abraços


      Excluir
    9. Esqueci de dizer que minha lista de blogs está aqui:
      http://delinks.blogspot.com.br/

      Excluir
    10. Uma das máximas do liberalismo é a autonomia do indivíduo, que é livre para errar e para acertar. Erros fazem parte da natureza humana, não tem jeito...

      Já atualizei a lista! Obrigado

      Excluir
    11. Ahahahah! Isto é mesmo faccioso!
      "Primeiramente, os “crimes do comunismo” têm justificativa moral. Trotsky dizia que ser “moralista” era lutar contra o capitalismo, INDEPENDEMENTE dos meios necessários, admitindo inclusive, assassinatos, mentiras e traições. Ou seja, um militante de esquerda NÃO SE IMPORTARIA em cometer crimes se isso ajudasse à revolução"

      "Entretanto, acho complicado falar em “erros do capitalismo”. Quem comanda o capitalismo? São as empresas? Os indivíduos? O governo? Os consumidores? O mercado? Quem está sujeito ao erro? O que quero dizer é o seguinte, enquanto os erros da esquerda são CENTRALIZADOS, os erros do capitalismo são DESCENTRALIZADOS, pois não existe um poder central ditando os rumos da economia. Os liberais concordam que no capitalismo os indivíduos são responsáveis por si mesmos e livres para errar e acertar."

      Quer dizer, isto é muito fácil assim...pega-se numa citação e toda a esquerda revolucionária é assim...errado! Isso era a opinião do Trotsky, não era sequer a opinião de todos os revolucionários de esquerda, muito menos de todas as pessoas de esquerda.
      Ok, no capitalismo os erros não são centralizados...na esquerda também não, visto que diferentes líderes têm diferentes formas e visões. Isto é, da mesma maneira que existem diferentes empresas, existem diferentes tipos de líderes. Dizer que os erros são premeditados aplica-se também a empresas que seguem o capitalismo, como o Goldman Sachs ou a Nestlé (por exemplo, com o já supra citado exemplo do leite de substituição) - e isso é tão maquiavélico como o que vocês acham da esquerda.

      Depois a formulação " Erros fazem parte da natureza humana, não tem jeito..." é, mais uma vez facciosa. Essa formulação pressupõe que os erros são inofensivos, apenas uma maneira humana de ser, na procura de desbravar novos caminhos. Isso não é verdade quando a intenção de prejudicar outras pessoas é clara, como muitas empresas capitalistas fazem...

      Por isso, deixem-se de coisas, que o capitalismo não é nenhum mar de rosas nem os seus arautos são santinhos pelo bem da humanidade.

      Excluir
    12. Rapper, respondendo novamente suas inquietações:

      1 - Já que a esquerda não pensa como Trotsky, me aponte pelo menos um líder de esquerda com a moral elevada, que não tenha cometido assassinatos e/ou crueldades, e que não tenha levado seu país a falência econômica. Saiba que "moral" é um conceito caro para os conservadores, mas é descartado pelos comunistas, como muito bem exemplificado no Manifesto Comunista, no qual Marx preocupava-se em extirpar o conceito de "moral burguesa" do mundo.

      2 - "que diferentes líderes têm diferentes formas e visões". Caro Rapper, no capitalismo não existem "líderes", mas sim instituições democráticas e empresas privadas, que controlam o território e a economia de forma absolutamente descentralizada. Quando um líder de esquerda comete um erro, TODA A NAÇÃO paga pelos seus caprichos. Já quando uma empresa comete um erro, APENAS SEUS CONSUMIDORES pagam os pecados.

      3 - Claro que erros NÃO são inofensivos! Mas você não pode enxergar o homem como um ser perfeito e totalmente imune ao erro. Exceto Jesus Cristo, não conheço nenhum ser humano perfeito. Você querendo ou não, indivíduos erram, empresas erram, e governos erram.

      4 - Por que uma empresa teria a intenção deliberada de prejudicar seus consumidores? Isso iria diminuir o lucro delas. Ninguém é sádico o suficiente para detonar a imagem de uma empresa somente por maldade pura e simples.

      Para coibir os eventuais abusos das empresas,o estado deve exercer seu poder de controle (polícia) e resguardar a ordem. Nenhuma empresa tem o direito de ferrar a vida de alguém.

      5 - Em momento nenhum disse que o capitalismo é perfeito. Para ficar mais didático vamos imaginar duas escolhas: uma merda pequena de coelho (capitalismo) e uma merdona de elefante (comunismo). É isso que devemos escolher. Não existe nada perfeito na Terra.

      Excluir
    13. Vamos lá, rapper.... tô aguardando sua resposta!

      Excluir
  5. O esquerdismo anda de mãos dadas com a juventude. Pude ver em um discurso de abertura de um congresso PT no youtube. Lula citando o passado de Dilma aos 21 anos sendo presa e torturada como se eles tivessem vivido isso ontem. Ou seja o esquerdismo é uma espécie de imaturidade que bloqueia o ser humano na rebeldia do passado.
    Sem contar que o Olavo faz diversas citações do medo que os esquerdas tem da morte, dos episódios de histeria que antrcederam a morte de Che Guevara e por ai vai !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles têm orgulho de pertencer à um passado criminoso e terrorista. Já dizia Trotsky: se é pelo bem da revolução, tudo é moralmente justificável!

      Que se sabe, Che Guevara matou mais de 100 pessoas - existe uma lista rolando na internet. Mas se ele estava "lutando pela revolução" tudo bem né!?

      Hoje a revolução não veio - e nunca virá porque o comunismo é essencialmente impossível, mas deixou um saldo de milhões de mortos e torturados.

      Excluir
  6. leia isto Camarada e diga sua opinião
    http://oarrumadinho.sapo.pt/281277.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei o que está acontecendo na política de Portugal - sou aqui do Brasil, mas o texto é muito bom.

      "O facto de ter mergulhado no mercado de trabalho, de ter estado de todos os lados possíveis — de estagiário explorado a director — fez-me ver que é muito mais difícil tomar decisões, ser o impulsionador da mudança, da acção, do que estar sentado na cómoda poltrona"

      Esse é o primeiro choque! Dar de cara com a REALIDADE. Gostei do texto porque existem várias semelhanças entre "ideologia politica" e "mercado de trabalho".

      Em ambos somente amadurecemos quando deixamos de ser idealistas e nos tornamos realistas. Ou seja, quando paramos de sonhar igual crianças e começamos a botar a mão na massa.

      Excluir
  7. Concordo. Ocorreu muita merda em Países Comunistas. Mas eles são diferentes dos Fascistas, pois reconhecem os seus erros. Kruschev condenou e abandonou os metodos de Estaline, que mataram 700.000 pessoas e não 20 milhões como dizem, 20 milhões matou Hitler quando invadiu a URSS. (embora depois tenha virado Imperialista). A Crimeia (antigo território russo) foi oferecida á Ucrânia para tentar "compensar"! o genocídio Ucraniano. (10 Milhões), sem contar com os 10 milhões da Guerra Civil Russa, mas que talvez não tenham sido só culpa dos comunistas pois 14 países invadiram a Rússia soviética. O Vietname (país comunista) invadiu o Camboja (outro país comunista) para acabar com o genocídio que matou 1,5 milhões. Deng Xiaoping na China condenou os erros de Mao Tse Tung como a Revolução Cultural ou o Grande Salto em Frente que mataram 32 milhões e abandonou os seus métodos. Mas a falta de liberdade é uma grande falha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem observado!

      Isso prova que as táticas de esquerda vão mudando ao longo do tempo. Reinaldo Azevedo observa que, por exemplo, hoje ninguém mais fala em economia planificada - ideia absurda até para a esquerda contemporânea.

      Os ideais comunistas não são estáticos. Na própria União Soviética existiam os partidos bolchevique e menchevique que brigavam entre si. Stálin, sucessor de Lênin, era muito mais violento e sanguinário, a ponto de ser odiado por muitos inclusive no próprio partido dele.

      Entretanto, o que não devemos esquecer, é que o objetivo da esquerda é o mesmo: construir uma sociedade perfeita sem classes. E que independentemente das metodologias, isso nunca irá acontecer.


      Excluir
    2. Exceto pela nova classe:
      http://conspiratio3.blogspot.com.br/2013/09/a-nova-classe-socialista.html

      hehehe

      Excluir
    3. Bom texto! Vamos arrumar então!

      Onde se lê:

      ""Entretanto, o que não devemos esquecer, é que o objetivo da esquerda é o mesmo: construir uma sociedade perfeita sem classes"

      Leia-se:

      "Entretanto, o que não devemos esquecer, é que o objetivo da esquerda é o mesmo: construir uma sociedade perfeita sem classes, mas enquanto isso não ocorre (nunca irá ocorrer), essas sociedades serão divididas em duas classes: A) governo, com todo o poder, dinheiro, conforto e regalias possíveis e B) população, que passará fome e não terá liberdade nenhuma".

      Agora ficou melhor! rs

      Excluir
  8. Poderia comentar o motivo pelo qual as faculdades ainda estão impregnadas de professores marxistas? Afinal o que existe nos cursos de mestrado e doutorado no Brasil? Nada além do marxismo? Onde está a produção de conhecimento e difusão de ideias ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo a leitura destes dois artigos do Blog:

      Universidade e panfletagem política: Uma simbiose perigosa
      http://diariodeumexcomunista.blogspot.com.br/2013/07/universidade-e-panfletagem-politica-uma.html

      Por que o comunismo não morreu e está mais forte do que nunca (Marxismo Cultural Parte I)
      http://diariodeumexcomunista.blogspot.com.br/2013/09/por-que-o-comunismo-nao-morreu-e-esta.html

      Neles discorro sobre o aparelhamento das universidades. Sei que deve existir, mas não conheço programas de pós graduação em humanas sem viés marxista. Por sorte, estou fazendo mestrado em uma área totalmente diferente, senão ia dar merda, rs.

      Excluir
  9. "Um homem que não seja um socialista aos 20 anos não tem coração. Um homem que ainda seja um socialista aos 40 não tem cabeça." Georges Clemenceau.
    Concordo em gênero, número e grau com o texto.
    O problema do esquerdismo é que ele não necessita de estudo, basta o sujeito achar que está sendo enganado e ter contato com Marx (que sempre nos é enfiado goela abaixo por esses doutrin... ops, professores do MEC) que a merda está feita.
    Além disso o esquerdismo é chique (que contraditório, não), porque que ser desalmado não defende os pobrezinho? Que ser defende liberdades individual e econômica ao invés de bolsas pra todos (menos pra classe média, "pequeno-burguesa", pois esta é fascista, segundo a Marilena Chauí) e economia planificada?
    Já fui esquerdista, e não me orgulho disso, não fui um comuna defensor de Stálin, mas apoiei muitos atos do PT e corja. Ainda bem que essa época durou pouco e eu parei de apoiar este absurdo, no mais, espero que mais e mais pessoas se informem, estudem e parem de acreditar nesse lixo ideológico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gustavo, que bom que você acordou para a vida, como eu fiz.

      Esse pensamento resume o que o Lobão fala em "Manifesto do Nada na Terra do Nunca". Ser de esquerda é "sexy", mas ser de direita é "feio".

      Quando eu era de esquerda ninguém me enchia o saco. Era tido como "intelectual, pessoa inteligente, preocupada com os problemas sociais", uau! Mas quando descobri que tudo isso era uma farsa me transformei num monstro. Virei "insensível, reacionário, elitista imbecil".

      A verdade tem um preço...

      Excluir
  10. claramente não há em você nenhum pingo de intelectualidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisa que posso afirmar com total certeza depois de muitos e muitos livros lidos, depois de muita observação do comportamento de esquerda e mesmo após muita boa vontade na tentativa de achar a esquerda só ingênua, digo: O esquerdista é intelectualmente inferiror! Digo mais: O esquerdista não tem enquanto esquerdista intelecto nenhum! É um poço de ignorância imenso e por isso mesmo acredita em tudo quwe ouve dos amigos de esquerda, pois eles falam exatamente o que ele quer ouvir, um discursinho fácil, barato e totalmente mentiroso. O esquerdista é principalmente analfabeto em história (não conhece o passado genocida que suas idéias já tiveram) e analfabeto em economia (pois não entende como sistemas economicos funcionam, dai a falência generalizada de toda economia comunista/socialista da história). Você parece confundir intelectualidade com a ilusão e ignorância tipica da esquerda, que acha que sabe alguma coisa a respeito do mundo.

      Excluir
    2. André, depois dessa resposta DESTRUIDORA, não preciso falar mais nada pra esse esquerdista imbecil de cima. Obrigado.

      Excluir
    3. kkkkk.... Gostei!
      Quanto a mim, NUNCA fui esquerdista, comunista, socialista, ou coisas afins. Desde criança até a vida adulta, nunca gostei de anarquismo e coisas do tipo e NUNCA votei no Lula nem na Dilma!!!!! Graças a Deus! Eles (e o PT) nunca me enganaram. Parabéns a todos os ex-esquerdistas que abriram os olhos! Queira Deus que mais e mais pessoas possam acordar para a realidade desta doutrina diabólica. Um abraço!

      Excluir
    4. Ah, esqueci de dizer: você conhece o livro "Cuba é Minha Prisão"?... Editora Ave Maria, 2012. É simplesmente sensacional! Foi escrito por um cubano que ainda mora lá (se é que já não o mataram...) e que mostra a realidade nua e crua em que vive o povo cubano e os seus dirigentes (leia-se "escravos" e "donos" respectivamente). Eis duas frases que tirei do livro:
      “onde nos levou tanta ideologia?... Esta febre ideológica só nos levou à idiotização da maioria do povo, que só sabe obedecer sem raciocinar”
      “A ideologia socialista não é libertadora; exatamente o contrário, é escravisadora por excelência”
      O pior é que vejo muitos paralelos entre o que se fez e se faz em Cuba e o que se está fazendo no Brasil...
      Outra frase legal: “Os profetas do socialismo pregam suas intenções humanistas para com os trabalhadores e 'lutam' para abolir a exploração do homem pelo homem, mas quando o conseguem começa uma exploração pior: a do homem pelo Estado”. E: “Não é segredo para ninguém que no mundo existem muitas pessoas que simpatizam com o regime cubano, isto é certo,..., mas existe uma só razão para que existam pessoas que simpatizem com o opróbrio e com a maldade: 'a ignorância'. Só quando se desconhece uma realidade como a nossa se pode falar a favor dela”.
      O autor ainda nos dá um conselho: “digo aos que vivem em liberdade que prefiram morrer antes de perdê-la, que ela é um direito inalienável do ser humano”.
      Então, acho que temos que falar, gritar, lutar e morrer para não deixarmos o comunismo/socialismo/esquerdismo dominar este país! Fiquem com Deus!

      Excluir
    5. Anônimo 15 de maio de 2014 18:02

      Que bom que você nunca caiu em tentação! rs
      Infelizmente a maioria das pessoas (como eu), têm o primeiro contato com a política/economia já com o esquerdismo infiltrado.

      Parabéns pra você também! Abraço

      Excluir
    6. Em relação ao livro, obrigado pela indicação, pois não conhecia e parece ser bem legal. Acabei de comprar na Saraiva, vai chegar em 8 dias úteis.

      Isso desmistifica a visão romântica que esse pessoal tem de Cuba. Se lá fosse tão bom, não existiriam milhares de cubanos arriscando a vida no meio dos tubarões para chegar em Miami.

      Excluir
    7. "O esquerdista é principalmente analfabeto em história (não conhece o passado genocida que suas idéias já tiveram) e analfabeto em economia (pois não entende como sistemas economicos funcionam, dai a falência generalizada de toda economia comunista/socialista da história)".
      A direita é tão ignorante como a esquerda e desconhece tanto como a esquerda... Viu-se que a economia funciona muito bem com as políticas de desregulação da direita, como a crise financeira actual é exemplo disso...e a direita parece querer ignorar as vítimas do capitalismo, que mantém milhões na pobreza para o enriquecimento de alguns (as 78 pessoas mais ricos do mundo com mais do que as 3 mil milhões de pessoas mais pobres do mundo?!?!) ou da propaganda capitalista em prol dos lucros (como muitos dos casos que passam constantemente na televisão, como por exemplo com a história do leite de substituição da Nestle).

      Excluir
    8. Rapper,

      1 - O que diabos são "políticas de desregulação da direita"?

      2 - A crise financeira de 2008, bem como a de 1929, foi causada por EXCESSO de intervenção estatal, e não pela FALTA de regulação. O que desencadeou a crise atual foram as políticas públicas norteamericanas que favoreciam uma expansão irresponsável do crédito, contra as leis do mercado, o famoso crédito subprime, para pessoas que não podiam pagar. O que aconteceu? As pessoas realmente não pagaram, levando bancos e especuladores à falência, e consequentemente, carregando a economia mundial para o abismo.

      A crise NÃO foi causada pelo excesso de capitalismo (livre mercado), mas sim pela FALTA deste.

      3 - Ah, então é o capitalismo que mantêm milhões na pobreza? O que você me diz sobre as crises de fome na Coréia do Norte, na China, URSS, na Polônia e em Cuba? Foi justamente o capitalismo, através da revolução verde e do agronegócio, que fez com que a obesidade tornasse mais comum do que a subnutrição, inundando populações inteiras com calorias baratas e provando que Malthus estava errado.

      4 - Não há nenhuma relação entre "pobreza" e "enriquecimento de alguns". Muito pelo contrário, nos países onde há MAIS riqueza/investimentos, há melhor qualidade de vida. Veja quantos parques industriais e empresas estrangeiras há na África Subsaariana e na Europa Ocidental...

      5 - Qual o problema de visar o lucro? Se não fosse essa palavrinha mágica chamada "lucro", você não teria um mouse e um teclado para vir comentar nesse blog.

      Não conheço a história da Nestlé, mas suponho que a empresa tenha feito cagada. Me responda: se você fosse um empresário, gostaria de ter o nome da sua empresa veiculado em todos os jornais dizendo que você fez bobagem? Claro que não! Isso iria gerar um boicote, diminuindo seus lucros!

      Agora imagine se a Nestlé fosse estatal e fizesse a mesma cagada. Quem iria puni-la? Ninguém, porque empresas públicas são à prova de falências. Veja quanta besteira faz a Petrobrás, por exemplo! Agora imagina se a refinaria de Pasadena fosse comprada pela Shell...ela iria à falência! O mercado não perdoa os fracos.

      Excluir
  11. Olá! Tudo bem?

    Gostaria que você nos contasse as experiências que fizeram com que você deixasse de ser comunista e indicar alguns livros que leu.

    Agnes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Agnes!

      Tem uma pergunta muito parecida no meu Ask, no qual indico algumas leituras para iniciantes: http://ask.fm/diariodeumexcomunista

      Além delas, eu acrescentaria os dois livros do George Orwell: Revolução dos Bichos e 1984, que são paródias do comunismo. O legal é que não precisa entender política para compreender suas mensagens.

      Leia blogs liberais e conservadores, e ouça podcasts interessantes quando estiver no trânsito.

      Excluir
    2. George orwell parodiava o stalinismo. Ele era trotskista, ou seja, comunista. Péssimas referências para se tornar de direita.

      Excluir
  12. Ser Político

    Sempre me trará à memória que é histórico
    Pois todo cidadão é um sujeito mais que episódico
    Sua vida é fruto de um interagir geopolítico
    Onde a individualidade não permite a falta de senso crítico
    Mas um agir comunitário de nível altruístico


    Ser Político

    Sempre me trará à memória que é humanístico
    Pois o agir do indivíduo se faz no dialógico
    Para remover qualquer atropelo tirânico
    Que impeça o caminhar social lícito
    Onde o direito é um bem comum recíproco

    Ser Político

    Sempre me trará à memória que é função ética
    Pois tem em seus princípios toda uma dialética
    Para ao final promulgar uma síntese genética
    Que renova os ditames do desejado sócio-política
    Por uma cosmovisão higiênico realística

    Ser Político

    Sempre me trará à memória que é de arco oftálmico
    Pois a visão que tenho do mundo não pode ser apolítica
    Que faz que eu seja vítima de um viés dicotomista
    Onde os que gostam por uma razão errática
    Tiram vantagem de tudo que devia ser comum à nossa vista

    Ser Político

    Sempre me trará à memória que é de base teológica
    Pois sua gênese tem origem, no Pai, não paternalista
    Que ao criar o ser, o fez com propósito libertacionista
    Onde o livre-arbítrio nos dá o fundamento da didática
    Ao apontar “O Caminho, A verdade e A Vida” salvífica – (DSB)



    ResponderExcluir
  13. ...pq vc nunca foi um comunista, vc sempre foi e é um grande imbecil e idiota e subserviente!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou o grande "França", reconhecido internacionalmente pela sua inteligência expressiva!

      Vou te jogar na zona deslimitarizada da Coréia pra você ver o que é comunismo, seu FILHA DA PUTA

      Excluir
  14. Boa noite. Olha, sou um cara que gosta muito de ler e com isso expandir meus conhecimento sobre diversos assuntos sobre a vida. Observando as consequências do comunismo no mundo, desenvolvi uma repulsa pessoal contra essa ideologia falaciosa. No entanto, confesso que nunca li o “Manifesto Comunista”, tampouco “O Capital” de Marx. Semelhante a você, adoro debater com marxistas e desarmá-los com argumentos ancorados em fatos históricos. Mas, teria eu “moral” para criticar, já que nunca li os livros citados? Você me aconselha lê-los ou seria uma grande perda de tempo com algo comprovadamente fracassado enquanto poderia estar lendo algo mais construtivo? Parabéns pelo blog. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Errei na concordância ali. Corrigindo: "meus conhecimentos".

      Excluir
    2. Pertinente a pergunta!

      Na verdade, tudo vale a pena ler. Independente da baboseira que seja, leitura é sempre conhecimento. Mas como vivemos em um mundo corrido, sempre é bom fazer uma seleção mesmo.

      Vamos lá:

      O Manifesto Comunista vale a pena ler por uma única razão: ele é super curto e simples. Marx o direcionou para operários com pouca instrução. Apesar de curto, é o livro com mais bobagens por linha que já li.

      Ao contrário do Manifesto - que é simples, o Capital é um complexo ensaio de economia, que é bastante denso e detalhado. E por incrível que pareça, embora eu discorde de vários argumentos ali, o livro tem algumas passagens bastante interessantes.

      Mas enfim, quando discutimos com esquerdistas, temos a verdade ao nosso favor: temos os melhores argumentos. O problema é que SEMPRE tem um pentelho que diz "aaaah mas ONDE Marx falou isso!? tá ficando louco!? qual o livro hein? você não lê nada, só lê a Veja!" Aí você tem que estar preparado para revidar.

      Abraço!

      Excluir
    3. Obrigado! Muito esclarecedor e útil. Valeu!

      Excluir
  15. Estou enojado, revoltado e farto da hipocrisia da esquerda e de praticamente toda a mídia brasileira (salvo honrosas exceções) com relação ao contra-golpe de 64, que vem contando a história do Brasil por um ponto de vista unilateral, utilizando-se de uma perniciosa lavagem cerebral na população brasileira para vender a ideia de que os militares foram os vilões e os terroristas da esquerda armada os grandes heróis da nação.
    Tenho 43 anos, mas me lembro muito bem dos anos 70, quando o presidente era o grande General Ernesto Geisel. Nessa época, estudava em ótimos colégios estaduais e lembro nitidamente que os brasileiros respeitavam os professores, as leis, a polícia e as forças armadas.
    Faço coro a todos os meus amigos, parentes e conhecidos ao dizerem que, durante o regime militar, só tinham problemas com os militares aqueles que praticavam a subversão, assaltando bancos, sequestrando diplomatas, praticando atentados à bomba, matando soldados e pessoas inocentes. O restante das pessoas que trabalhavam, estudavam e ajudavam o país a crescer não tinha problema nenhum com as tropas do governo. Vivemos uma época de segurança, tranquilidade e respeito, ao contrário de hoje.
    Única lembrança negativa que tenho dessa época era o caos econômico em que se fazia presente uma inflação astronômica, principalmente no anos 80, pouco antes do final do governo Figueiredo.
    Meus mais sinceros agradecimentos aos militares por terem nos livrado de uma ditadura socialista por pelo menos 40 anos. A lamentar o fato de que, desde 2001, ela tem estado cada vez mais presente em nossas vidas graças àqueles que foram os black blocks dos anos 60 e que hoje estão ocupando as salas do Planalto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Velhote, muito bom seu comentário!

      Coincidentemente, o li depois de exatamente falar sobre isso aqui: http://www.diariodeumexcomunista.blogspot.com.br/2014/04/6-fatos-importantes-sobre-o-governo.html

      Não sou partidário dos militares, mas ao contrário da mídia, não nego o imenso legado positivo que estes governantes deixaram ao país. Graças à eles, houve o afastamento do comunismo e a manutenção da ordem por aqui.

      De fato, a maior parte das pessoas que sofreram neste período não eram inocentes. Eram assaltantes, terroristas, sequestradores e guerrilheiros.

      Não tenho como provar isso porque nunca vivi nesta época, mas Eu NUNCA VI NINGUÉM, ABSOLUTAMENTE NINGUÉM dizer que a educação, a segurança, e a sociedade era pior no período militar. Muito pelo contrário, sempre vejo pessoas dizendo que neste período podíamos sair na rua sossegados...

      Excluir
    2. correção de erro de português: "eram piores"

      Excluir
  16. Ser comunista depois de Muro de Berlim, significa o amais alto grau de imbecilidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Afinal o muro servia para que a população da Alemanha comunista NÃO FUGISSE para a Alemanha capitalista.

      Excluir
  17. incrivel como me identifiquei nesse post, eu tb ja defendi o comunismo mtas vezes na epoca de escola e tirava boas notas por isso, como a internet muda nossa vida, como dizia a frase "conhecimento é poder"!! No desejo de justiça e sociedade democratica tendenciamos a acreditar na ideia utopica que o comunismo funcionaria na Terra, talvez no paraiso com os anjos talvez, mas aqui na Terra... never, nesse ano de eleição acho cada cidadão pensante tem capacidade de ser um ativo de mudança. Temos que pensar sozinhos, ter discernimento de saber e escolher oque é certo e/ou errado, e acima de tudo não abandonar nossos valores eticos e morais para buscar uma socidade mais justa. O que eu vejo são pessoas desinformadas, virando joguetes nas mãos dos politicos e da midia inescrupulosa, dopadas com falsos ideiais imediatistas, e alimentando o intelecto com coisas idiotas e banais o tempo todo. Devemos nos vacinar contra essa epidemia que assola o Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei da frase "como a internet muda nossa vida". De fato, se dependêssemos só dos livros oficiais, estaríamos ferrados!

      E para "vacinar contra essa epidemia" que escrevo nesse blog. Estou fazendo minha parte, que é pequena, mas melhor do que nada. Cada um que deixa de acreditar no comunismo me deixa com mais esperança na humanidade.

      Muito boa a reflexão! Obrigado!

      Excluir
  18. Parabéns pelo desenvolvimento, nada melhor do que um ex-comunista pra abrir os olhos desses idiotas que ainda insistem nessa "ideologia" que só é boa para os ditadores, massacrando e enganando a população principalmente com lavagem cerebral em massa com mentiras e mais mentiras. O comunismo é um sistema falido, muito antes de Karl Marx e Engels falarem dele!!! Moses Hess um Satanista foi o verdadeiro criador desse sistema e imagina se pode vir algo bom disso além de mentira enganação e escravização, lavagem cerebral em massa, desinformação e tudo mais de ruim e pior para se ter controle da mente da população.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É engraçado como comunismo e satanismo andam juntos, desde Moses Hess até festas satânicas "costura-xereca" nas faculdades públicas do Brasil. É interessante notar que para algumas seitas satânicas, Hitler e Stálin (esquerdistas) são anticristos.

      É por isso que praticantes do comunismo são excomungados da Igreja Católica, sendo que até mesmo o espiritismo condena o comunismo.

      Como você mesmo falou, comunismo só traz miséria, fome, destruição e caos. Se é algo RUIM, logo é OPOSTO aos ensinamentos de Cristo.

      Obrigado pelo comentário. Abraço

      Excluir
  19. há uma máxima bem antiga que diz que alguém que é conservador aos 18 é um inconsciente e quem é revolucionário aos 30, é um inconsequente. Vale para todos nós que um dia fomos estudantes como tu e também tínhamos a ilusão de um mundo igualitário, socialista, melhor para todos. O comunismo soviético apenas trocou as elites coroadas por elites "proletárias". Aqui, nossa elite aliou-se à elite sindicalista e todos fazem a festa com a grana pública.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Carlos! Se analisarmos todas as sociedades comunistas ou socialistas, vamos perceber que as elites CONTINUAM lá, ou pior, se cristalizaram no poder.

      Eles querem combater "azelite" mas eles mesmo fazem parte de uma elite maquiavélica.

      Excluir
  20. KKKK pelo jeito você leu muito pouco meu amigo.
    O comunismo na verdade NUNCA foi experimentado nem implementado em país algum. Tudo que vemos aí são ditaduras disfarçadas de sociedades esquerdistas, que de esquerda não tem nada, pois o próprio governo é a direita, a elite. As propagandas sociais destes ditos governos comunistas que enganam os desinformados como você. Comunismo não é dividir a pobreza.
    É IMPOSSÍVEL um país pobre implantar o comunismo. E é exatamente essa experiência que tivemos com TODOS os países "comunistas".
    E o capitalismo ainda vai acabar com o planeta, pois O SISTEMA CAPITALISTA NÃO FOI PLANEJADO PARA UM PLANETA COM RECURSOS FINITOS, logo, VAI DAR MERDA!
    e os coxinhas como você podem passar a vida inteira falando mal de comunista, que não vai mudar merda alguma, enquanto q esses "comunistas" descobrem novos meios de se montar uma sociedade mais humana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "KKKK pelo jeito você leu muito pouco meu amigo."

      Ad hominem! Sai pra lá!

      "O comunismo na verdade NUNCA foi experimentado nem implementado em país algum."

      Como modelo econômico não mesmo. Economia planificada é IMPOSSÍVEL. Isso já foi provado pelos colonos ingleses no século XVII e teorizado por Ludwig von Mises na década de 20. Não é nenhuma novidade.

      "Tudo que vemos aí são ditaduras disfarçadas de sociedades esquerdistas, que de esquerda não tem nada, pois o próprio governo é a direita, a elite."

      Meu Deus! Você tem noção do que acabou de dizer? Então tudo que é de elite é "direita" e tudo que é povo é "esquerda"!?

      Muito pelo contrário, direita representa liberdade econômica e individual, justamente através da REDUÇÃO do estado, ou seja, a REDUÇÃO do poder centralizado que vocês tanto adoram. Direita = indivíduo = poder pulverizado ao máximo.

      "enganam os desinformados como você"

      Você que fala merda e eu que sou desinformado? puta merda!

      " Comunismo não é dividir a pobreza." É IMPOSSÍVEL um país pobre implantar o comunismo. E é exatamente essa experiência que tivemos com TODOS os países "comunistas".

      Engraçado vocês comunistas né!? São contra o capital privado mas querem fazer a revolução com dimdim dos outros! Você não é o espertalhão, pois Marx já escreveu isso no Capital, e Lênin implantou isso na NEP. A própria URSS funcionava com 1/3 de economia proveniente do mercado negro, e hoje Cuba também. E é por isso que a China se rendeu à economia de mercado, porque você querendo ou não, CAPITALISMO É O QUE FUNCIONA.

      E outra: se o comunismo é tão impossível assim, porque vocês defendem essa bosta de teoria??

      "E o capitalismo ainda vai acabar com o planeta, pois O SISTEMA CAPITALISTA NÃO FOI PLANEJADO PARA UM PLANETA COM RECURSOS FINITOS, logo, VAI DAR MERDA!'

      Falta dizer que os países socialistas são os mais poluidores: vide problemas ambientais na China e o acidente de Chernobyl. As tecnologias sustentáveis surgiram nos EUA e na Europa, que coisa não?

      "e os coxinhas como você podem passar a vida inteira falando mal de comunista, que não vai mudar merda alguma, enquanto q esses "comunistas" descobrem novos meios de se montar uma sociedade mais humana."

      Moldar uma sociedade mais humana como!? Fuzilando opositores, causando fome e miséria pelo mundo, espalhando guerras, censura, aborto, e detonando a economia. Legal hein fera!

      Da próxima vez que vier aqui no meu blog, lembre-se que seu computador e sua internet banda larga vieram do capitalismo!

      Excluir
  21. Acho muito divertido quando um comuna chama quem contradiz o comunismo perfeito de "coxinha'...é hilario! seja lá o que isso queira dizer(apelidar alguem que discorda de vc me parece infantilidade,ou xinga logo ou se cala)!!! Tambem já fui comunista e hoje aos 38 estou livre,mas demorei um pouco pois até os 30 ainda era comuna,lia MARX,ENGELS, e tudo que os professores universitarios e de cursinhos mandavam...MAS GRAÇAS AOS CEUS ESTOU LIBERTO!!!INFELIZMENTE VOTEI NO DESGRAÇADO DO LULA,MAS NA VIGARISTA DA DILMA NÃO!

    ResponderExcluir
  22. Saudações diarista,

    Só queria deixar expressado umas ideias minhas.
    Não acho realmente o comunismo viável mas também não acho que o capitalismo seja. Porém acho ele [o capitalismo] mais 'correto' para os nossos dias. Acredito que o comunismo possa ser bastante interessante e até tendencioso num futuro, quando o ser humano atingir um estado de espírito mais elevado, mas isso é mais fé minha do que razões e comprovações.
    Obg. Comenta ai sua opinião, sei la.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo, essa de "quando o ser humano atingir um estado de espírito mais elevado" é o pensamento apaixonado do comunista inocente... Pois vc ainda não percebeu que a teoria nunca coincidirá com a pratica comunista, propositalmente... O grande mote desta teoria insana é exatamente este: fabricar inocentes-úteis para usar como gado. O problema está na concepção.. Não se engane! É justamente esta chama acesa de esperança que mantém esta ideologia nefasta viva! Veja este link do youtube(bastante esclarecedor):https://www.youtube.com/watch?v=-cZYSeSrdwI

      Excluir
  23. Se eu não estiver enganado, ser de direita (ou ser conservador, como dizem alguns) significa defender estes pontos:

    ● Direito de ir e vir;

    ● Direito à liberdade de expressão (garantido pela Constituição);

    ● Direito ao livre culto religioso (no caso, à crença na fé cristã);

    ● Direito à propriedade privada;

    ● Direito à inviolabilidade do lar;

    ● Direito à proteção da família;

    ● Direito de defesa pessoal (e também defesa da vida);

    ● Conservadorismo (manutenção e defesa de determinados princípios);

    ● Liberalismo econômico (capitalismo);

    ● Livre iniciativa (ou livre empreendedorismo);

    ● Estado mínimo (interferência mínima do Estado em algumas questões).

    Só que a esquerda é totalmente contrária a tudo isto. Se, por exemplo, eu prosperar mais do que outras pessoas (mesmo que seja pelos meus próprios esforços), eu estou contribuindo para aumentar as desigualdades sociais (como se eu fosse culpado de ter uma vida melhor em relação a quem é desfavorecido)! Dá pra entender?

    Se um sujeito sai do campo e vai pra cidade grande morar numa favela (ou nasceu lá), mal conseguiu estudar, não tem um bom emprego (ou, quando tem, ganha muito pouco), e faz filho a torto e a direito para receber os assistencialismos do governo (principalmente o Bolsa–Família), eu sou culpado por ele agir assim? De forma nenhuma (não tenho nada a ver com isso)!

    Aí o governo esquerdista, por ver que eu tenho mais do que esse favelado, me tributa violentamente (ou me obriga a dividir o que eu tenho), em nome de uma suposta "justiça social".

    Quantos, atualmente, sabem disso? Ou será que ninguém nunca soube que o PT e os demais partidos de esquerda agem exatamente assim?

    ResponderExcluir

Não seja um esquerdista chato, comente civilizadamente!

Mais dúvidas? Pergunte-me em: http://ask.fm/diariodeumexcomunista